AS MUDANÇAS NO PROCESSO DE CERTIFICAÇÃO

Durante o ciclo de implementação do CAS (de 2013 a 2017), a certificação foi organizada em Níveis, os quais deveriam ser alcançados pelos operadores proponentes:

CAS Nível I: Certificação legal da operação
CAS Nível II: Certificação da qualificação tecnológica da empresa
CAS Nível III: Certificação da conformidade de equipamentos, instalações e procedimentos

O sistema de "níveis a serem alcançados" pelos operadores teve sucesso na inserção do CAS no mercado, sendo que em dezembro de 2016 o CAS atingiu a marca de 140 empresas certificadas.

A partir de agosto de 2017 o CAS passa a atuar em um novo ciclo de 4 anos, com novas regras e diretrizes, visando o aperfeiçoamento contínuo dos conceitos de boas práticas na aplicação aérea dos produtos fitossanitários. Dentro da reestruturação das regras e dos níveis de certificação previstos para acontecer em 2017, os níveis de certificação deixam de existir e o CAS passa a ser composto de duas "Categorias" (vide abaixo).

No que se refere aos níveis de certificação existentes na primeira etapa do CAS (2013 a 2017), a dinâmica das regras será a seguinte:

CAS Nível I: continua ativo até dezembro de 2017, quando será descontinuado. Os operadores que possuem o CAS Nível I estão sendo convidados a migrar para as novas Categorias do CAS.

CAS Nível II: as empresas que possuem os certificados do CAS Nível II estão sendo transferidas automaticamente para a Categoria "Participante".

CAS Nível III: as empresas que possuem os certificados do CAS Nível III estão sendo transferidas automaticamente para a Categoria "Certificada".

 

AS NOVAS CATEGORIAS DE CERTIFICAÇÃO DO CAS

A partir de agosto de 2017, o Programa de certificação CAS passa a ser composto de duas categorias:

CAS Categoria "Participante"

As inscrições para novas empresas e operadores privados que queiram obter a Certificação Aeroagrícola Sustentável na Categoria "Participante" estão abertas. Caso tenha interesse em aderir ao CAS, baixe aqui o termo de adesão, faça o seu cadastro e envie a documentação necessária.
Em seguida, os proponentes ao CAS Categoria "Participante" devem se inscrever no Curso CAS de Boas Práticas na Aplicação Aéreas de Produtos Fitossanitários, um módulo presencial que trata de assuntos relativos às boas práticas, a qualidade, à segurança, à responsabilidade e a sustentabilidade das aplicações. Os cursos acontecem regularmente na região de Campinas-SP, ou em outros locais dependendo da demanda.
Clique aqui para obter mais informações sobre o curso CAS
Clique aqui para obter o termo de adesão e o regulamento do CAS

CAS Categoria "Certificada"

Já a Categoria "Certificada" pode ser solicitada a qualquer momento pelas empresas certificadas na Categoria "Participante" que atinjam os mais altos níveis de conformidade com os conceitos de boas práticas em aplicação aérea. Nessa etapa, é realizada uma auditoria dos equipamentos, instalações e processos nas operações aeroagrícolas (Auditoria de Boas Práticas).
Clique aqui para obter o termo de adesão e o regulamento do CAS

 

CUSTOS DA CERTIFICAÇÃO

 CAS Categoria "Participante"

Taxa de certificação: R$ 350,00.

O pagamento da taxa de certificação é anual, através de boleto emitido pela FEPAF.

Custo do curso: R$ 4.500,00 por participante

O curso do CAS ocorre em regime de imersão, onde todos os participantes ficam hospedados num mesmo hotel (local do curso, a ser definido pela Coordenação do CAS), compartilhando experiências e vivenciando o processo de conhecimento dos conceitos de boas práticas num trabalho conjunto. O regime de imersão facilita também o contato de todos com a equipe do CAS.
Podem participar do Curso CAS o sócio/proprietário da empresa, um de seus pilotos, o engenheiro agrônomo ou o técnico agrícola responsável.
O valor da taxa de inscrição inclui a participação de um representante da empresa no Curso CAS, com hospedagem em apartamento individual (duas diárias, com entrada no dia anterior ao curso após as 14 h e saída no último dia do curso). Estão incluídos nos custos o almoço no hotel nos dois dias, um jantar na noite do primeiro dia e os coffee breaks, assim como todo o material didático distribuído aos participantes.
Não estão incluídas as despesas de deslocamento para comparecer ao curso e as eventuais despesas extras no hotel.
Os cursos da Certificação CAS são realizados no mínimo duas vezes ao ano, com uma edição no primeiro semestre e outra no segundo semestre. A validade do curso CAS Nível II é indeterminada, havendo necessidade de reciclagem (participar de novo curso) apenas quando houver mudança no conteúdo programático. Uma revisão de conteúdo é proposta e pode ser colocada em prática a cada 4 anos, a critério da Coordenação do CAS. Entretanto, é garantida a validade mínima de 2 anos para cada edição do curso CAS.
A inscrição no Curso CAS é feita através de e-mail endereçado à Coordenação do CAS (consulte o site do CAS para saber a data da próxima edição do curso). O pagamento da taxa será realizado mediante boleto emitido pela FEPAF, o qual será enviado por e-mail após a confirmação da participação da empresa no curso.

CAS Categoria "Certificada"

• Taxa de da certificação de R$ 5.000,00, valor que já inclui os custos da logística para a visita de auditoria de boas práticas.
A validade da certificação é de 2 anos, com obrigatoriedade de pelo menos uma auditoria no período. As auditorias poderão ser mais frequentes, a critério da coordenação. Detalhes da operacionalização da visita, logística, organização da atividade e pagamento serão decididas em conjunto entre a Coordenação do CAS e a proponente à Categoria "Certificada".
Clique aqui para obter o termo de adesão e o regulamento do CAS

Em caso de dúvidas, entre em contato com a equipe do CAS:
Tels.: (14) 38807624 / (14) 981482314 ou certificacaocas.fepaf@gmail.com